Como NÃO usar o Eneagrama

Publicado orignalmente em kaleyklemp.com

Então, você quer aplicar o sistema do Eneagrama como uma ferramenta na sua equipe ou sua empresa. Conhecer o seu tipo te ajudou a desenvolver autoconsciência sobre os seus padrões de pensamento e comportamento. Você se esforçou para aprender sobre os outros tipos e suas motivações. Você começou a usar o sistema ativamente no trabalho. E você está vendo resultados profundos na eficácia de sua comunicação. E então, você identifica um fato que pode ter passado despercebido: o mau uso do sistema.

O Eneagrama pode se transformar em um modelo mental simplificado no qual você tenta encaixar qualquer pessoa. Talvez você esqueça que as pessoas são únicas, que têm história. Você pode desconsiderar suas experiências de vida, ou os pais e professores que modelaram comportamentos, estabeleceram expectativas ou impactaram profundamente suas suposições sobre a vida. Eles (e você) se transformam em seus eneatipos de personalidade.

Existem três usos incorretos que são mais comuns na aplicação do Eneagrama. Se você se pegar fazendo alguma dessas coisas, é aconselhável parar e refletir. Lembre-se de que cada indivíduo está tentando alcançar metas grandiosas e que todas as pessoas são mais do que o seu eneatipo de personalidade.

 

Tipificar as outras pessoas (especialmente aqueles que não querem descobrir o seu eneatipo)

 

Quando as pessoas conhecem o Eneagrama pela primeira vez, tentar adivinhar o eneatipo dos outros vira um esporte. “Eu vou te contar tudo sobre você.” É como se as pessoas se tornassem animais no zoológico: você é um chimpanzé porque tem cabelo. Você é uma girafa porque tem um pescoço comprido.

Ao invés de fazer perguntas aprofundadas para que as pessoas revelem a motivação por trás de seus comportamentos, nesse uso indevido, você olha apenas para os comportamentos e determina um tipo. “Essa pessoa é bem-sucedida, ela deve ser 3”. Ou, “Ouvi dizer que essa pessoa não gosta de montanhas-russas, com certeza deve ser um 6”.

Se a outra pessoa não demonstrar nenhuma curiosidade, não determine o seu tipo. A probabilidade de errar é muito grande.

 

Discriminar os colegas utilizando traços de sua personalidade 

 

Neste uso indevido do Eneagrama, as pessoas começam a usar o Eneagrama como uma arma para acusação. “Claro que você pediu mais informações; você é um tipo 5 ”. Ou, “Você não quer ajudar de verdade, você só está fazendo isso porque você é um 2.”

Isso invalida a busca legítima da pessoa. Essa explicação simplista para o comportamento também pode impedi-los de se desenvolver. “Você não vai planejar com antecedência, e eu sei disso porque você é um 7!” Ou, “Você vai tentar controlar isso porque você é um 8”.

Se alguém está fazendo algo que é atribuído ao seu eneatipo, você pode perguntar sobre essas características que estão se destacando (“Qual é a sensação de compartilhar autoridade neste projeto?”). Mas se você utiliza o eneatipo para apontar  o que pode ser considerado uma fraqueza, a curiosidade se transforma em defesa.

Utilizar como desculpa para mau comportamento

 

A maneira mais comum de ver o Eneagrama ser mal utilizado é quando ele vira uma desculpa. Ele se torna o bode expiatório do comportamento, ao invés de um convite para perceber e escolher uma crença ou comportamento que seja saudável. Por exemplo, é um uso incorreto do Eneagrama se um eneatipo 1 disser: “Você deve se preparar porque minhas características são minúcia, inflexibilidade, e talvez eu encontre defeitos em tudo o que você faz.  Eu sou um perfeccionista.”

Uma dica de comunicação e interação muito útil para um colega de trabalho é falar sobre os desafios que está enfrentando. Um Tipo 4 poderia dizer: “Estou trabalhando para distinguir o meu  trabalho de minha identidade e às vezes tenho dificuldade nisso”. No entanto, é um mau uso do eneagrama dizer: “A criatividade corre em minhas veias, e em troca das minhas preciosas criações, você terá que lidar com meu humor. ”

Embora o mau uso do eneagrama possa causar ressentimentos e distanciar as pessoas, ele também pode ser um limitador do autodesenvolvimento. Usar o Eneagrama para o trabalho em equipe envolve autorreflexão, captando as crenças e comportamentos padrão dos tipos de personalidade e se dedicar para continuar se auto desenvolvendo.


Fonte: kaleyklemp.com


O sistema de personalidade do Eneagrama oferece uma ampla guia para personalidades específicas de tipo e seus associados pontos fortes, limitações e crenças fundamentais. Clique aqui e conheça mais sobre o curso.