Mindfulness – a mente de principiante

Mindfulness (traduzida como atenção plena) significa um estado psicológico de atenção plena com abertura, curiosidade e aceitação. Embora essa técnica seja milenar e com origem no Budismo, o pai do movimento mindfulness na sociedade ocidental e na ciência chama-se Jon Kabat-Zinn, tem 71 anos e é o fundador e ex-diretor executivo da University of Massachussetts Medical School’s Center for Mindfulness, nos Estados Unidos.

Jon Kabat-Zinn sugere a prática de mindfulness com a atitude de “mente de principiante”. Mente de principiante é a expressão conhecida no Zen-Budismo, especialmente do livro “Mente Zen, Mente de Principiante” (Zen Mind, Beginner’s Mind, 1970) do mestre japonês Shunrvu Suzuki (1904-1971). Mas o que significa a prática do mindfulness com a tal da atitude de “mente de principiante”? Significa a percepção atenta do momento presente, sem julgamento, com abertura, curiosidade e aceitação, apenas como se fosse a primeira vez.

…Imagine agora uma criança tendo contato pela primeira vez com uma plantinha no jardim. Neste momento ela não está preocupada se vai se sujar de terra, ou se vai encontrar um bicho que vai picar, ou se a plantinha é grande ou pequena, se é feia ou bonita, se… se… se.. Ela apenas está vivenciando a plantinha, tocando e sentindo a textura, cheirando e sentindo o aroma, manipulando e percebendo a forma e a temperatura, apenas aceitando aquela experiencia de conhecer a plantinha como ela é. A atenção da criança está no momento presente, com abertura e curiosidade, descobrindo pela primeira vez uma plantinha no jardim.

A prática de mindfulness é considerada tão simples quanto uma criança descobrindo uma plantinha no jardim. Essa atitude de “mente de principiante” na teoria parece ser muito simples, mas na prática é complexa. Atualmente estamos preocupados com contas à pagar, trabalho à entregar, trânsito à encarar, sem tempo para apreciar fenômenos da natureza que nos rodeiam, ou momentos carinhosos com nossa família e amigos, o que acaba sendo uma tarefa secundária. Nos dias de hoje, estamos tão envolvidos no piloto automático, que a prática simples de focar a atenção no momento presente, com mente de principiante se torna extremamente desafiadora.

Nas últimas duas décadas, observamos muitos cientistas interessados no impacto do mindfulness na saúde. Embora o treinamento de mindfulness enfoque o treino da atenção, não é de se surpreender que as pesquisas cientificas demonstrem que esse treino ajuda no desempenho e melhora da nossa atenção, não é mesmo? Mas o que realmente surpreende são as pesquisas cientificas demonstrando impacto positivo no estresse, na depressão e nos problemas de relacionamentos interpessoais, entre outros. Porque então, o treino da atenção tem tantos ganhos secundários?

Para responder essa pergunta e muitas outras, pesquisas em neurociência tem demonstrado que ao praticar mindfulness as atividades em nossa amígdala (área do cérebro que responde ao estresse) diminuem e aumentam as conexões entre ela e o córtex pré-frontal (área do cérebro que responde ao planejamento, pensamentos complexos, tomada de decisões, entre outros). A conexão funcional entre a amígdala e o córtex pré-frontal impacta nos nossos comportamentos, atitudes e em como regulamos nossas emoções. Em um estudo de 2013, praticantes de mindfulness após submetidos a alto nível de estresse, demonstraram uma diminuição na percepção do sofrimento psicológico e melhor regulação emocional comparados com quem não praticava o mindfulness. Isso significa que a prática de mindfulness, ajudou na capacidade de lidar com o estresse de uma maneira mais funcional e menos reativa.

Além disso, em um estudo publicado na Hormones and Behavior em 2016, pesquisadores mediram níveis de mindfulness e níveis de cortisol (hormônio do estresse) em 88 casais de namorados, antes e depois de uma discussão de relacionamento. Sem surpresa o nível de cortisol aumentou durante a discussão o que significou que eles estavam submetidos a um alto nível de estresse. Neste estudo foi demonstrado que as pessoas que apresentaram alto nível de mindfulness durante a discussão conseguiram se recuperar mais rapidamente do estresse, comparado com pessoas que apresentaram baixo nível de mindfulness durante a discussão. Ou seja, o nível de cortisol voltou ao normal mais rapidamente em pessoas que apresentaram alto nível de mindfulness. Neste sentido, o estudo sugeriu que durante uma discussão de relacionamento o treinamento do mindfulness ajuda a manter a calma e facilita a regulação emocional. Mindfulness também está ligado a um efeito positivo no relacionamento entre pais e filhos, estudos descobriram que a prática da atenção plena pode diminuir o estresse, a depressão e a ansiedade de pais de crianças pré-escolares.

De maneira geral, nota-se que o campo da pesquisa científica do mindfulness está crescendo muito, os estudos estão começando a mostrar os benefícios para o cérebro, o corpo e em como lidamos com o estresse do dia a dia e nos nossos relacionamentos interpessoais. Mas cabe lembrar que, embora o treinamento do mindfulness tenha mostrado muitos benefícios para saúde, ele não pode ser considerado uma panaceia, ou seja, não pode ser considerado a solução de todos os problemas. Também não se recomenda substituir tratamentos psicológicos e psiquiátricos por somente treinamentos em mindfulness. E sim, recomenda-se o treinamento de mindfulness, como uma ferramenta adicional ao tratamento psicológico e psiquiátrico, muito potente e eficaz.


Conheça nosso curso MECANISMOS PSICOLÓGICOS DO MINDFULNESS

com Priscila Palomo.


Por fim, listamos 8 frases de Jonn Kabat-Zinn que definem mindfulness e a mente de principiante:

1)“As pequenas coisas? Os pequenos momentos? Eles não são pequenos.” (Jon Kabat-Zinn)

2)“Mindfulness é a simplicidade em si mesmo. Trata-se de parar e estar presente. Isso é tudo.” (Jon Kabat-Zinn)

3)“Mindfulness significa estar acordado. Saber o que você está fazendo.” (Jon Kabat-Zinn)

4)“Você não pode parar as ondas, mas pode aprender a surfar.” (Jon Kabat-Zinn)

5)“Aonde você for, lá você está.” (Jon Kabat-Zinn)

6)“Mindfulness significa prestar atenção de uma certa maneira, de propósito, no momento presente e sem julgamentos.” (Jon Kabat-Zinn)

7)“A melhor maneira de capturar momentos é prestando atenção. E desta forma que cultivamos mindufulness.” (Jon Kabat-Zinn)

Bibliografia:

Taren, A. A., Gianaros, P. J., Greco, C. M., Lindsay, E. K., Fairgrieve, A., Brown, K. W., Rosen, R. K., Ferris, J. L., Julson, E., Marsland, A. L., Bursley, J. K., Ramsburg, J., … Creswell, J. D. (2015). Mindfulness meditation training alters stress-related amygdala resting state functional connectivity: a randomized controlled trial. Social cognitive and affective neuroscience, 10(12), 1758-68.

Laurent, H. K., Hertz, R., Nelson, B., & Laurent, S. M. (2016). Mindfulness during romantic conflict moderates the impact of negative partner behaviors on cortisol responses. Hormones and behavior, 79, 45-51.

Yang, Y., & Raine, A. (2009). Prefrontal structural and functional brain imaging findings in antisocial, violent, and psychopathic individuals: a meta-analysis. Psychiatry Research: Neuroimaging, 174(2), 81-88.