Como se preparar para o mundo Bani

Publicado originalmente em mjvinnovation.com

Da incerteza ao caos, a pandemia acelerou nossa transição do mundo VUCA para o BANI.

Esses dois termos foram elaborados para explicar a turbulência de um mundo em constante mudança. Eles ajudam a descrever o estado atual das coisas, desde o mundo pós-guerra até a pandemia do corona vírus.

A seguir, você vai descobrir o que é VUCA, como deu lugar a Bani e como as empresas podem se preparar para o atual estado de caos.


O que é o mundo VUCA?

Criado no período pós-Guerra Fria, o termo VUCA surgiu para explicar as novas dinâmicas mundiais que estavam surgindo à época. Foi inicialmente desenvolvido pelo Exército dos Estados Unidos para descrever as transformações sociais ocorridas e como os militares deveriam agir diante de possíveis conflitos.

A instabilidade mundial, as rápidas mudanças e o surgimento de transformações tecnológicas foram apenas algumas das características atribuídas a esse cenário. A percepção era de que o mundo era volátil, incerto (uncertain), complexo e ambíguo: VUCA.

Desde então, o termo tem sido usado para descrever mudanças tecnológicas e culturais e seu impacto no dia a dia das pessoas e das empresas.

No meio empresarial, o termo VUCA popularizou-se nos anos 2000, justamente quando ocorreram mudanças tecnológicas significativas, como a invenção e a disseminação da Internet.

Características de um cenário VUCA:

V (volatility)= Volatilidade
A velocidade de mudança em uma indústria, mercado ou no mundo em geral. Está associada a flutuações na demanda ou turbulências no mercado. Quanto mais volátil é o mundo, mais rápido as coisas mudam.

U (uncertainty) = Incerteza 
A incerteza está associada à incapacidade de compreensão das pessoas. Ambientes incertos são aqueles que não permitem que quaisquer previsões sejam feitas. Quanto mais incerto o mundo é, mais difícil é prever o futuro.

C (complexity)= Complexidade
É a quantidade de fatores que precisamos considerar para tomar decisões mais eficientes, sua variedade e as relações entre eles: quanto mais fatores, maior sua variedade, e quanto mais interconectados estiverem, mais complexos serão os ambientes.

A (ambiguity)= Ambiguidade 
É a falta de clareza sobre como interpretar algo. Não se trata de analisar uma grande quantidade de dados; trata-se de fazer análises avançadas para os KPIs (Key Performance Indicator, Indicadores-Chave de Performance) certos. Uma situação é ambígua, por exemplo, quando as informações são incompletas, contraditórias ou muito imprecisas e impedem que se chegue a conclusões claras.

O que é BANI?

O conceito VUCA foi, por muito tempo, utilizado para orientar organizações em desenvolvimento em um cenário de volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade.

O termo foi importante para atribuir sentido às incertezas em um mundo em constante mudança, cada vez mais interconectado e digital.

No entanto, a pandemia de covid-19 criou um cenário que fez até mesmo o VUCA parecer um termo insuficiente.
Assim, surgiu uma nova sigla: BANI.

Criado pelo antropólogo, escritor e futurista americano Jamais Cascio, o termo considerou as mudanças trazidas pela pandemia.

Características de um cenário BANI:

B (brittle) = Frágil
Somos suscetíveis à catástrofe a qualquer momento, e todos os negócios construídos em bases frágeis podem desmoronar da noite para o dia.

A (anxious)= Ansioso
A ansiedade é um dos sintomas mais presentes hoje, não apenas na vida pessoal das pessoas, mas também no mercado de trabalho. Estamos vivendo no limite, o que cria um senso de urgência, que vai orientar a tomada de decisões.

N (non-linear) = Não-linear
Neste período, vivemos em um mundo cujos eventos parecem desconectados e desproporcionais. Não é possível construir organizações bem sucedidas sem uma estrutura definida e padronizada. Portanto, o planejamento detalhado e de longo prazo pode não fazer mais sentido.

I (incomprehensible)= Incompreensível
Mal-entendidos ocorrem quando encontramos respostas para os questionamentos, mas as respostas não fazem sentido. Portanto, precisamos entender que não temos controle sobre tudo.

Como as empresas podem se preparar para um mundo BANI?

Nesse contexto de fragilidade, uma ótima maneira de se adaptar e crescer é fortalecendo suas equipes. Buscar uma cultura de colaboração, adotar estruturas bem distribuídas e investir em treinamento são ferramentas que podem ajudar a tornar sua organização mais resiliente.

Implementar uma cultura de colaboração pode aumentar a comunicação e a transparência entre indivíduos, equipes, departamentos e filiais.

Lidar com a ansiedade requer mais empatia na empresa. Treinar os funcionários em soft skills, que se tornarão cada vez mais essenciais no futuro também pode ajudar.

Em um mundo não linear, planos rígidos tendem a ser um fardo para os negócios. As empresas que não inovam e contam apenas com métodos “comprovados” de fazer as coisas muitas vezes ficam atrás da concorrência e não conseguem se adaptar com rapidez suficiente às mudanças em seu ambiente.

Por outro lado, é possível resolver mal entendidos utilizando tecnologias como Inteligência Artificial, Big Data e Ciência de Dados.

É exatamente por isso que categorizar incertezas com conceitos como VUCA e BANI é tão essencial. Com essa nova compreensão dos principais desafios globais, podemos nos preparar melhor para o que está por vir.


Fonte: https://www.mjvinnovation.com/blog/from-a-vuca-world-to-a-bani-one/


O curso Neurociência Aplicada ao Ambiente Corporativo aborda as principais descobertas e pesquisas originadas da aplicação da neurociência ao estudo do comportamento e desenvolvimento humanos.

Saiba mais sobre o curso clicando aqui!